Espelho

Não sei se ao olhar neste espelho sou eu ou outro. Se sou eu, me reconheço pouco, enquanto se for outro, caminho no desconhecido das formas, sentimentos e cores. Mas logo após me esquecerei, sei. E terão passado horas dentro de um minuto.

(Estou lendo o conto O perseguidor, do Cortázar, e fiquei muito impressionado com ele, daí deu vontade de escrever algo seguindo algumas coisas que me tocaram no conto. Principalmente ao encontrar essas fotos que tirei há dias e que ainda estavam desconexas para mim.)

Anúncios

Um comentário sobre “Espelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s