Faz escuro mas eu canto

É, um domingo cheio de encontros (pessoais, íntimos, pequenos, aqui dentro do coração e da memória). E que bom reencontrar-me com essa música, depois de quase cinco anos – e ver tudo o que passou, o que ficou, o que mudou…

É, “vale a pena não dormir para esperar a madrugada cantar”.

composição com galo e escuridão

Faz escuro mas eu canto (Tiago de Mello / Monsueto) Nara Leão – Manhã de Liberdade (1966)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s