Arquivo da tag: erasmo carlos

Emoções

Finalmente, depois desse enorme turbilhão de coisas que aconteceram e estão acontecendo, consegui parar para respirar, sentar e postar algo aqui. E são muitas as palavras, imagens, contos e banalidades, mas o que me é mais forte são as emoções intensas desses últimos dias – e sei que estou me repetindo.

Outro dia, em qualquer lugar da cidade, estava ouvindo música e calhou que chegou a mim essa tão famosa canção do Rei, na voz da Bethânia. Daí me toquei o quanto ela tem a ver com tudo o que tem se passado ultimamente, com os novos amigos que já vão partir, com as pessoas que moram no meu coração e que estão se mudando de casa, enfim, com todas as coisas explicáveis ou não dos últimos meses.

Mas é como diz a música: o importante é que emoções nós vivemos.

Emoções (Erasmo Carlos/Roberto Carlos) – Maria Bethânia | As canções que você fez pra mim (1993)

As flores do jardim da nossa casa

Últimos dias neste jardim, por algum tempo e agora procuro guardar não apenas as imagens mais cotidianas, corriqueiras e banais, mas também as sensações, o ambiente, o clima e as horas que passam em sua presença silenciosa.

E agora me lembro também de meu avô e de seu trabalho árduo com todas essas plantas, assim como esta abelha e os pássaros que constantemente vem. E ouço Roberto. E agora é melhor deixar de escrever e pensar muito. Prefiro ir ao jardim para que passem as horas e o sol queime a pele e as pétalas.

E para deixar registrado, essa é a música do Roberto que eu estou ouvindo e que dá nome a este post:

As flores do jardim da nossa casa (Erasmo Carlos / Roberto Carlos) – Roberto Carlos (1969)

O divã

O divã (Erasmo Carlos / Roberto Carlos) – … e que tudo mais vá pro inferno ou Debaixo dos caracóis dos seus cabelos – 1978

Apesar de ouvir esse álbum já faz um certo tempo, somente essa semana me detive na beleza dessa canção. Me identifiquei neste momento e estou ouvindo no repeat eterno. Não vou tentar explicar, nem quero, pois acho que ela tem muito a dizer e tocar em cada um.

Separei um trecho da letra, que para mim é muito tocante, pois coloca em palavras muito boas uma sensação e visão que tenho das coisas. E acho que este novo blog está exatamente por aí.

“Mas o meu passado vive / em tudo que eu faço agora / ele está no meu presente / mas eu apenas desabafo / confusões da minha mente”