Arquivo da tag: trem

1.
Na luz os olhares se encontraram. Para Jonatã, a viagem terminara. Evitando o convite silencioso, deu de costas. Sentiu a respiração quente na nuca.

2.
Após o adeus, ficou no vagão. Baixou os olhos para o celular. Escolheu uma canção. Era bom estar só. Alguém lhe disse oi.

3.
A luz refletida na areia branca queimava tudo aos poucos. Dunas se moviam. A vegetação rasteira segurava o que conseguia. Sentíamos a maresia em nossas bocas.

Aprendizagens

Tanta coisa pode ser dita sobre o ato do viajar, mas acho que ainda não estou apto a dizer algo tão grande e edificante. Só me cabe dizer que entre estar em movimento e estar parado, mil coisas podem acontecer – ou não, porque sempre há o fantástico tédio. Algumas vistas são perdidas, alguns sonhos são contemplados, alguma coisa você aprende e outras você deixa escapar por não conseguir mais segurar nada em suas mãos, braços e costas.

ataque sem título